Certa Administradora e Corretora

 

Fundada em 10 de março de 1987, a Certa Administradora e Corretora de Seguros foi a primeira corretora de seguros em Chapecó e região. Até então, o mercado de seguros no grande Oeste se restringia a corretoras cativas em bancos e alguns produtos oferecidos por despachantes e inspetorias de seguradoras, embora a atividade de corretagem de seguros esteja habilitada desde 1966.

O fundador e hoje sócio administrador da Certa, Claudio Rotava, conta que antes de empreender, foi funcionário da revenda Volkswagen em Chapecó, trabalhou como Consultor no Instituto Técnico das Cooperativas - ITEC, quando foi convidado para atuar no ramo de Seguros, fazendo o curso de Habilitação de Corretores em 1984, na cidade de Florianópolis, atuando a seguir como Sócio Gerente da Coritec - Corretora de Seguros. Como o ITEC foi incorporado pela OCESC, a corretora encerrou as atividades. Tendo apoio dos amigos, clientes e parceiros que já conheciam os benefícios do seguro, foi estimulado por eles a abrir sua própria corretora.

“Na época, o Oeste de Santa Catarina não tinha expertise na área de seguros. Isso abriu minha visão para a necessidade que as empresas teriam”, recorda Rotava. “O empresário via com bons olhos as orientações e coberturas de seguros propostas, normalmente com custo benefício com valores reduzidos em relação aos concorrentes do mercado.”

No início, a empresa foi nomeada como “Cautela Administradora e Corretora de Seguros” e Rotava teve como sócia a própria mãe. O nome mudou para “Certa Administradora e Corretora de Seguros” e o empresário atendia segurados do extremo oeste ao meio Oeste de Santa Catarina. Na sua história, a empresa passou por muitos planos econômicos, momentos prósperos e de instabilidade do país. Mas, o que mais orgulha seu fundador é ainda conservar muitos de seus primeiros clientes. “Nosso crescimento sempre foi muito batalhado, mas o que mais nos deixa satisfeitos é a amizade, reconhecimento e as parcerias que fizemos ao longo desses anos”.

Há mais de 30 anos a Certa atende cooperativas, indústrias, comércio em geral e pessoas físicas. Rotava lembra algumas curiosidades sobre os hábitos das pessoas com relação ao seguro no passado. “Seguro de automóvel só fazia quem financiava no banco. Muitas vezes, deixava de renovar a apólice e num sinistro acabava perdendo o carro que ainda estava pagando. Simplesmente por falta de acompanhamento, por não ter um corretor habilitado para renovar a apólice e explicar os benefícios do seguro”.

Rotava destaca ainda a importância do seguro para pessoas físicas e jurídicas, protegerem à si próprios e seu patrimônio contra adventos da natureza como raios, por exemplo. Além do seguro de vida e acidentes pessoais que, orientado por um corretor habilitado, pode representar mais tranquilidade em momentos difíceis. Segundo o diretor, um dos diferenciais da Certa sempre foi prezar por um bom atendimento ao cliente. “Principalmente na hora do sinistro. Um bom corretor dará todo auxílio ao segurado neste momento”, esclarece. “Temos uma equipe fantástica que tem muito esmero e responsabilidade pelo que faz. Ao longo dos anos a Certa, não teve nenhum descredenciamento junto as Seguradoras e nunca precisou responder a demandas judiciais para ser responsabilizada por negligência ou imperícia”, constata.

Novos passos - No início de 2012 a empresa inovou novamente ao ser credenciada como Autoridade de Registro. Integrante da Rede Infraestrutura Chaves Públicas Brasileira de Seguros - a que mais emite certificados no Brasil, a Certa novamente foi pioneira. “Na época, demorava uma semana para sair o certificado. Nós inovamos emitindo na hora, com o mesmo custo benefício”.

Iniciar em um novo ramo, segundo Rotava, foi outra quebra de paradigma, algo que veio a somar na atividade raiz da empresa. “Mais uma vez nos diferenciamos pelo bom atendimento, rapidez, qualidade do serviço e segurança para o cliente”, reconhece. “A certificação veio para somar, pois tem a característica do seguro, representando segurança para os procedimentos das empresas”.

A certificação digital ainda deve evoluir muito, acredita Rotava, facilitando processos judiciais, contratos, procedimentos hospitalares, documentações de empresas, etc. “A assinatura digital proporciona economia, rapidez e validade jurídica do documento eletrônico”. A inovação ocorre também na área de seguros, como a emissão de apólices e contratos digitais. “Ainda estamos atrasados em relação a outros países para este procedimento que é ecologicamente correto, rápido e com 100% de validade jurídica, proporcionado pela mídia criptográfica”, considera. “Temos muito trabalho pela frente. Contamos com o apoio e preferência de nossos clientes e parceiros. Certamente os próximos anos serão bem desafiantes”, projeta.

Fonte: Samara Braghini - jornalista